A Filosofia em Conan, O Bárbaro
Conan Livro Filosofia - Red dragon Publi
Red Dragon Logo White.png

Entre a civilidade do bárbaro

e a barbárie da civilização.


Afrânio W. Tegão

Gênero: Filosofia, ciências sociais, estudos comparados
ISBN 978-65-89662-04-4

País de origem: Brasil

Data da Publicação: 2021

Selo editorial: Red Dragon Books

Formato: 16x23cm

Capa: cartão

Interior: pólen 80g

Páginas: 284


As  sagas de Conan, parte importante da obra de Robert E. Howard, merecem  ser analisadas de um ponto de vista filosófico e é exatamente o que Afrânio W. Tegão faz com essa obra indispensável para todo admirador do  bardo de Peaster, criador de mundos, personagens poderosos e especulador filosófico. O que diriam Hobbes, Rousseau, Nietzsche, Schopenhauer, Maquiavel e outros grandes pensadores sobre os esforços de um bárbaro  nortista saído de terras selvagens para um dia ocupar o trono de uma  poderosa nação civilizada? Existe a possibilidade de Conan ser um Bom  Selvagem? Todos esses questionamentos e muito outros são abordados que  grande habilidade e maestria por Afrânio W. Tegão nesta profunda obra  (em edição ampliada) que está retornando pela Casa do Dragão...


---


INTRODUÇÃO


"Para aqueles que não estão muito familiarizados com a série fantástica de Robert E. Howard é necessário saber que Conan nasceu no norte gelado do mundo Hiboriano, na Ciméria, e pertencia a uma raça de selvagens tribais. Ele sentiu desde muito jovem certo fascínio pela civilização decadente dos reinos mais ao sul. Ainda adolescente abandonou sua aldeia para se aventurar no mundo civilizado dos hiborianos. Com o passar do tempo, percebeu que a civilização que tanto o fascinava era velha e cheia de vícios. Apesar de ser um selvagem, Conan é regido por um código próprio de conduta moral, embora pareça distorcido por vezes. 


Conan é um gigante bronzeado de porte atlético, com mais de 1,90 metros de altura, longos cabelos negros e a face parda marcada por cicatrizes. Embora não seja desprovido de bondade, os seus frios e penetrantes olhos azuis denotam uma ferocidade tal que muitas vezes apenas pode ser aplacada com a morte dos seus inimigos. É dotado de um instinto primitivo que na maioria das vezes o salva de perigos mortais. A sua sagacidade é demonstrada muitas vezes nos campos de batalha através das suas qualidades de estrategista militar. Quando em combate, Conan é o mais letal dos adversários. Não perde tempo com palavras durante uma luta. Possui também uma agilidade felina e um talento natural para escalar, herdado da sua raça que vive nas terras altas da Ciméria. 


Conan não é propriamente um herói muito comum: embora muitas vezes os inocentes saiam beneficiados como resultado das suas aventuras, ou o mundo seja salvo de algum feiticeiro malévolo, ele age quase sempre motivado pelos seus objetivos egoístas. O grande objetivo na vida do cimério é alcançar feitos gloriosos, seja através de conquistas militares, seja através da mera pilhagem."


- Afrânio W. Tegão


A Filosofia em Conan, O Bárbaro

 
EDIÇÕES ANTERIORES
LIVROS & QUADRINHOS